A Comissão Interna de Diplomacia Semear (CIDS) insere-se no conjunto de simulações das Nações Unidas realizadas em todo o mundo. É um projeto pedagógico com concepção abrangente de aprendizado. Através do engajamento de estudantes, formam-se comitês (ambiente de simulação de organismos internacionais ou instituições nacionais com agenda internacional) que serão palco de discussões de temas relevantes da agenda internacional. Cada comitê procura reproduzir o que acontece na realidade. Os educandos transformam-se em delegados(as) que defendem interesses do ator a ele atribuído. Para isso, passam por um período de preparação, sob supervisão de professores e coordenação.
Esse projeto tem um perfil interdisciplinar, possibilitando a relação entre diversos conteúdos em todas as áreas e em sintonia com as propostas para o novo ensino médio (BNCC).
Durante o evento, os delegados, distribuídos em seus comitês, debatem, pactuam, deliberam e criam consensos para os temas em questão. Estarão à prova não somente os conhecimentos, mas a capacidade de relacionamento, diálogo e gerência do imprevisto. O CIDS, ao adotar tais características, contribui para a ampliação das fronteiras do conhecimento, diferenciando-o não apenas dos demais modelos, mas sendo reconhecido por fazer a diferença na vida de milhares de jovens brasileiros.

Objetivo

O CIDS tem como objetivo levar temas globais aos estudantes do ensino médio e nono ano. Como também, difundir os princípios das Nações Unidas, buscar soluções coletivas para problemas mundiais, criar líderes e cidadãos conscientes da realidade atual, ampliar a cultura e preparar os participantes para o convívio com as diferenças de um mundo sem fronteiras, através do estudo da cultura e política de outros países representados.

cids